domingo, janeiro 11, 2009

Você recebeu uma mensagem de texto



No começo ainda haviam os recadinhos de outras pessoas. Palavras, frases, músicas, trechos de brigas, pedaços de conversas, recadinhos de carinho, de amor, de amigos, de ex-namorados, de pretendentes, coisinhas que a gente vai guardando. Mas aí foi surgindo você, suas palavras, suas frases, seus recados, e pra você chegar tive que ir abrindo espaço, deletando o que era antigo, o que não me servia mais, o que já não significava nada. Algumas coisas restavam, parecia que tinha medo de apagar, medo de deixar pra lá as marcas de um tempo em que algumas palavras ainda faziam sentido. Até que elas foram perdendo a razão de estarem ali, e era estranho pra mim reler aquilo, parecia escrito em um idioma que eu não entendia mais. Porque agora só você fazia sentido. E só o que eu conseguia compreender com a alma mesmo, era o que você me escrevia, e só o que eu queria lembrar e reler, era o que você me dizia. E o medo que eu tinha de apagar aquelas pessoas e aquelas mensagens acabou. E assim, uma por uma, elas foram todas embora, só restando mensagens suas. E tudo está tão mais feliz, e leve, e certo, e completo, que parece que sempre foi assim: sempre só você, só você e só você.

:o)))))))

ps: é, eu sei que eu disse que estava de férias, mas eu estava por aqui, mexendo no template, e inspiração, sabe como é, né... Tem hora pra chegar não, rs...

Um comentário:

Tata disse...

ô fase delicinha... bom, tão bom abrir espaço pra quem vale a pena.