segunda-feira, outubro 13, 2008

três letras

Estou chorona como sempre acontece na TPM. Só esperando que ela venha logo, pra me livrar dessa sensação de "não me toque". É engraçado, parece que tudo é comigo, pessoal e intransferível. Aquele olhar torto foi pra mim, aquela resposta atravessada foi pra me machucar, a ausência foi planejada para me entristecer e tudo o que é feito é com intenção inegável de me ferir. Claro que não é verdade, mas explica pras lagriminhas que teimam em cair sem parar? Paciência, minha gente, daqui uns dias passa, espero.

Um comentário:

Morrocoy disse...

Ahh terrível! TPM ninguém merece... li seu texto no mamíferas; parece que estava falando de mim! Fico com tanta raiva, tanta raiva, que um cabelo caindo no chão já é motivo para querer matar alguém. Hahahaha e depois que passa não consigo nem entender como pode acontecer isso! Hahaha tá louco!