terça-feira, julho 01, 2008

Só minha, e não de quem quiser

Nada como postar 1º de julho num 1º de julho e ele fazer total sentido.

Como diria o inspiradíssimo Renato e aquela interpretação tesuda da Cassinha: Meu lindo, meu amor, eu não penso em me vingar não, fica tranquilo, baby. Não sou assim. Eu sei, querido, eu tenho total certeza de que a tua insegurança era mesmo por mim.
É quase com vaidade que concluo isso.

É tudo verdade, eu aprendi o mesmo tanto que te ensinei, ainda bem, porque não saí ilesa, porque cada choro, cada lágrima e cada engano me valeram.

E não, eu realmente não penso mais em te seguir. Já dei o basta há alguns dias, você sabe disso. E se você não consegue entender, por favor, não me julgue, e, principalmente, não me tente.

Porque é essa tentação que dói, que machuca. Em mim, em você, e nela, que certamente num dia desses vai descobrir nos teus braços a tua insensatez. Engraçado, não dói mais pensar nisso. Deve estar anestesiado, esse novo coração aqui.

"Eu vejo que aprendi
O quanto te ensinei
E nos teus braços que ele vai saber...

Não há por que voltar
Não penso em te seguir
Não quero mais a tua insensatez...

O que fazes sem pensar
aprendeste do olhar
E das palavras que guardei pra ti...

Não penso em me vingar, não...
Não sou assim!
A tua insegurança era por mim

Não basta o compromisso
Vale mais o coração
Já que não me entendes, não me julgues
Não me tentes!

O que sabes fazer agora
Veio tudo de nossas horas
Eu não minto, eu não sou assim

Ninguém sabia e ninguém viu
Que eu estava a teu lado então

Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher
Sou minha mãe e minha filha,
Minha irmã, minha menina
Mas sou minha, só minha e não de quem quiser
Sou Deus, tua deusa, meu amor

Alguma coisa aconteceu
Do ventre nasce um novo coração"

(1º de julho - Renato Russo)

4 comentários:

Fabiana disse...

Que legal, Kathy! Hoje fui assinar um cheque e pensei "tem uma música do Renato Russo que chama 1º de julho, não é? Ou será que estou confundindo? Como era mesmo?". Aí vim visitar seu blog e bingo! A música, a letra e mais coisas bacanas para pensar e sentir. Obrigada! Bjs.

Simone disse...

não é estranho a gente acordar um dia e saber que o que nos matava não está mais lá? assim, parece que num piscar de olhos. até chegar lá é duro mas tb quando some...puf! aí enxergamos o óbvio. ai, os processos...tão doloridos e tão valiosos. Esses ngm nos tira.

oh, mudando de assunto, eu não fiquei pouco na festa, não. eu saí de lá 17h30.

bjs

Camilinha disse...

Esse troço de coração novo, esquecimento, amor... aff... tudo dói um "cadinho", mas ruim com ele, pior sem ele, né verdade?!

beijos e bom final de semana!

Tata disse...

essa música é foda, foda, foda!
mas ganhar coração novo é bom, novos passos, a gente chora o que tem que chorar e sai com os cabelos ao vento e de cara limpa.