segunda-feira, março 31, 2008

Deusa

Há tempos atrás fiz uma história sobre minha personagem Melissa baseada nessa linda música, que hoje ouvi novamente no rádio. A música conta a história de um amor platônico e idealizado e a tristeza do pobre apaixonado (que no caso, é claro, é a Melissa, porque eu tenho a maior vocação do mundo pra ser loser, rs). Linda demais. A história está em casa, dia desses, quem sabe, eu escrevo por aqui...

"...A deusa da minha rua
Tem os olhos onde a lua
Costuma se embriagar
Nos seus olhos eu suponho
Que o sol num dourado sonho
Vai claridade buscar
Minha rua é sem graça
Mas quando por ela passa
Seu vulto que me seduz
A ruazinha modesta
É uma paisagem de festa
É uma cascata de luz

Na rua uma poça d’água
Espelho de minha mágoa
Transporta o céu para o chão
Tal qual o chão da minha vida
A minha alma comovida
O meu pobre coração

Infeliz da minha mágoa
Meus olhos são poças d’água
Sonhando com seu olhar
Ela é tão rica e eu tão pobre
Eu sou plebeu e ela é nobre
Não vale a pena sonhar

Infeliz da minha mágoa
Meus olhos são poças d’água
Sonhando com seu olhar
Ela é tão rica e eu tão pobre
Eu sou plebeu e ela é nobre
Não vale a pena sonhar..."

(A Deusa da Minha Rua - Newton Teixeira e Jorge Faraj)

Um comentário:

Camilinha disse...

Que linda!!!

...e que história é essa de loser?
feliz de quem sabe amar, pobre dos que não sofrem por amor...

beijos daqui...