sábado, janeiro 19, 2008

Mudando a programação

Quero ficar feliz. Chega de ficar mais ou menos. Meia boca. Cara, eu não sou meia boca. Não sou. Mesmo. Quero me sentir alegre, leve, sorrir de novo. Eu sei que eu consigo, e eu sei que só depende de mim. E na verdade, que TEM que depender de mim. Não quero me sentir feliz por ninguém. Feliz comigo. Me bastando. Auto-suficiente. Sei lá às vezes parece que a minha felicidade e tranquilidade depende dos outros. Vício maldito. Não. Nunca mais quero isso pra mim. É ruim, é algo que não é saudável, que não funciona e eu SEI disso. Eu sei. Então tá. Se é da resolução que eu preciso, tá aí... A partir de agora, FELIZ.

3 comentários:

Camilinha disse...

Sejamos felizes, então, ora bolas!!!

Beijos daqui...

nj.marabuto disse...

real! a palavra tem poder. ora, então eu 'determino' que sejas [mais] feliz! xD

beijo

Velho Pooka disse...

Deus não planejou a felicidade quando criou o homem, Freud disse..
Desacredito...por mais que entenda o valor da dor, a felicidade ainda é necessaria e imprescindivel a vida..
E só podemos realmente ser felizes por nós mesmos, quando entendermos que os sonhos são nossos, a realidade é nossa, assim como o coração e a vida, portanto, podemos observar a partir dai que a dor, a tristeza, a magoa, são partes da vida que apenas funcionam como prenuncio a momentos muito melhores, e consicente disso a felicidade é plena, imortal, pois o tempo todo se esta vivo, consciente e sonhando, vivendo ao maximo, pensando que a dor é só uma maneira de nos mostrar por comparação como a felicidade é grandiosa e deve ser preservada ao ao maximo, e vivida...