quinta-feira, junho 12, 2008

Atalho, desvio, quase nada, prato fundo...



"...De você sei quase nada
Pra onde vai ou porque veio
Nem mesmo sei
Qual é a parte da tua estrada
No meu caminho

Será um atalho
Ou um desvio
Um rio raso
Um passo em falso
Um prato fundo
Pra toda fome
Que há no mundo..."

(Quase Nada - Zeca Baleiro e Alice Ruiz)

3 comentários:

Rezú disse...

putz.
Zeca Baleiro sempre acaba comigo.
já ouviu 'Bandeira'?
se não ouviu, ouça.
mas preparada, que o nó na garganta é reação adversa imediata...
bjo!

O Profeta disse...

Sou!? Serei apenas um desalinhado?
Pensador fugitivo ao agreste sonho
Uma pedra pensante no meio da ilha
Meio Homem, meio Arcanjo, um ser bisonho


Convido-te a navegares esta vaga de sentires


Bom fim de semana


Mágico beijo

Camilinha disse...

quem quer viver feliz tem que desistir de saber de tudo...


beijos daqui...